Criado com o intuito de reconhecer as Organizações Não Governamentais que mais se destacaram pela transparência e gestão em suas atuações, o prêmio 100 Melhores ONGs do Brasil ajuda a visibilizar o trabalho das ONGs em benefício da sociedade para doadores, patrocinadores e voluntários. Hoje são cerca de 300 mil ONGs, ou OSCs – Organizações da Sociedade Civil, atuando no Brasil. A terceira edição da premiação, organizada pelo Instituto Doar, a agência O Mundo Que Queremos e a Rede Filantropia, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas, foi realizada em novembro último, no Teatro J. Safra, em São Paulo.

Welinton Pereira, Diretor de Relações Institucionais e Advocacy da Visão Mundial, organização signatária da Plataforma por um Novo Marco Regulatório para as Organizações da Sociedade Civil (Plataforma MROSC), reforçou em entrevista a importância de ganhar um prêmio como esse para garantir a idoneidade da instituição frente as doações que recebem.
Já Donizetti Dimer Giamberardino Filho, diretor técnico do Hospital Pequeno Príncipe, outra instituição signatária da Plataforma MROSC premiada, afirmou “Este prêmio reforça o nosso compromisso com a excelência na gestão, que promove a melhoria contínua dos nossos indicadores e se reflete, diretamente, na qualidade da assistência e do cuidado que prestamos às crianças e aos adolescentes do Brasil”.

O prêmio avalia 47 critérios relacionados à estratégia de atuação, representação, gestão, planejamento, financiamento e comunicação das organizações inscritas. Segundo o presidente da instituição Hospital Pequeno Príncipe, Marcelo Straviz, o objetivo do prêmio é fortalecer a cultura da doação, reforçando a confiabilidade de cada organização. “Quando apontamos, por meio do prêmio, quais entidades têm se destacado na gestão de recursos, estamos certificando que é seguro doar e incentivando outras entidades a seguirem modelos transparentes de gestão”, comenta.

Outra signatária da Plataforma MROSC premiada, a Casa Arte Vida, que atende crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social, ressaltou a importância de um prêmio como esse para a credibilidade do projeto que mantêm e para a captação de recursos, já que a organização sobrevive às custas de doações de pessoas físicas e jurídicas. “Essa premiação é uma grande chancela para nosso trabalho, e veio em um momento oportuno, onde estamos provisionando as atividades para o ano de 2020. O grande desafio neste momento é saber transformar essa premiação em recursos financeiros, técnicos e humanos (através de voluntariado e parcerias), para que possamos dar continuidade e ampliar as atividades oferecidas. É um momento de muita felicidade para a equipe gestora, que se certifica de estar trilhando o caminho das boas práticas para bons resultados”, disse Roberta Macedo, da Coordenação de Projetos da OSC.
A escolha das 100 Melhores ONGs começou em abril. Pela primeira vez, entidades de todos os estados brasileiros participaram da seletiva. A primeira fase contou com 757 inscritos, um crescimento de 12% em relação ao número de participantes de 2018.

A Associação Aliança de Misericórdia, também signatária da Plataforma MROSC, recebeu o prêmio pelo segundo ano consecutivo em 2019, e com um trabalho filantrópico com mais de 50 unidades espalhadas pelo Brasil, e também em outros países como Moçambique, Portugal, Itália, Bélgica, Venezuela, República Dominicana e Polônia, realiza aproximadamente 700.000 atendimentos por ano.

Segundo Padre Custódio, presidente da Aliança “é uma alegria muito grande termos o reconhecimento do nosso trabalho. Realizamos ações que mudam a sociedade e transformam o mundo. A aprovação social diante do prêmio demonstra que o trabalho da Aliança é ético e honesto. Nosso desejo é servir os mais pobres; foi com as pessoas em situação de rua que o trabalho de fato aconteceu. Com esforço e reestruturação completaremos 20 anos de Movimento. Aquela pequena Comunidade hoje é uma família que trabalha pelo mundo todo.

A Plataforma por um Novo Marco Regulatório das OSCs (Organizações da Sociedade Civil) é uma rede representativa de diversos movimentos sociais, entidades religiosas, OSCs, institutos, fundações privadas e cooperativas da economia solidária, criada em 2010 com a finalidade de definir uma agenda comum de incidência da sociedade civil brasileira, em prol da melhoria de seu ambiente de atuação, seja pela regulação, seja por produção e apropriação de conhecimentos. Composta atualmente por cerca de 400 organizações, Fóruns, Redes e Grupos, cuja rede indireta alcança mais de 50 mil entidades, a Plataforma destaca o papel das OSCs como patrimônio social brasileiro e pilar de nossa democracia.

 

Fontes Externas:

https://melhores.org.br/em2019/
http://pequenoprincipe.org.br/noticia/hospital-pequeno-principe-e-eleito-uma-das-100-melhores-ongs-do-brasil/
Fotos Associação Aliança de Misericórdia: Nayane Ramos
Fotos Hospital Pequeno Príncipe: Thelma
Fotos Visão Mundial: Welinton Silva